Última hora

Última hora

Bruxelas obriga fabricantes de cosméticos à total transparência

Em leitura:

Bruxelas obriga fabricantes de cosméticos à total transparência

Tamanho do texto Aa Aa

A partir de agora, os fabricantes de cosméticos são obrigados a dar aos consumidores que o solicitarem toda a informação sobre composição de produtos e efeitos secundários conhecidos. A decisão, que diz respeito a qualquer fabricante ou representante que comercialize cosméticos no espaço europeu, foi anunciada esta segunda-feira pela Comissão Europeia.

Gregor Kreuzhuber, porta-voz do comissário para a Indústria, explica o que vai mudar:
“Evidentemente qualquer pessoa pode enviar um e-mail para uma empresa a pedir informação. A diferença é que agora o fabricante não pode dizer que não vai responder porque o consumidor não tem o direito de aceder a essa informação. No futuro, e a partir de agora, se alguém pede uma informação, o fabricante é obrigado a responder”.

Assim, sempre que contactados por telefone, carta ou e-mail os fabricantes têm obrigatoriamente de dizer quais os ingredientes utilizados nos produtos, quantidades e eventuais efeitos indesejados, como irritações, alergias, choque anafilático, fotosensibilidade.

Tudo dentro de um prazo razoável, adverte a Comissão, que porém não estabeleceu qualquer limite para a resposta da empresa.