Última hora

Última hora

Bruxelas aponta o dedo a fabricantes de automóveis

Em leitura:

Bruxelas aponta o dedo a fabricantes de automóveis

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia acaba de fazer um ultimato aos fabricantes de automóveis: ou as marcas europeias e asiáticas cumprem os compromissos para reduzir as emissões de dióxido de carbono dos veículos, ou Bruxelas avança com legislação. A emissão de gases de carros novos baixou 12,5 por cento em relação a 95, mas a Comissão quer mais da indústria automóvel.

Um recado enviado por um porta-voz da Comissão Europeia:

“Se os construtores de veículos não respeitarem os seus compromissos, se não se empenharem para atingir o objectivo traçado para a redução das emissões de CO2, então a Comissão Europeia não hesitará em agir, podendo por exemplo avançar com legislação nesse sentido”.

Apesar dos progressos obtidos na redução das emissões de dióxido de carbono dos veículos, Bruxelas sublinha que se está longe da meta de 25 por cento a atingir até 2008 e 2009.

O compromisso voluntário dos fabricantes de automóveis é um dos pilares da estratégia da Comissão para reduzir as emissões de gases nas viaturas. Porém, tal compromisso está longe de ser cumprido.