Última hora

Bush diz que Estado não esqueceu vítimas do Katrina um ano depois da tragédia

Em leitura:

Bush diz que Estado não esqueceu vítimas do Katrina um ano depois da tragédia

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro aniversário do furacão Katrina, que devastou Nova Orleães, fica assinalado pela presença do presidente norte-americano George W. Bush. O chefe de Estado assegurou ontem que o governo não esqueceu as vítimas. A cidade de Biloxi, no Mississipi, um dos Estados mais tocados pelo ciclone, foi o local escolhido para o discurso. “Há um ano comprometi o estado federal a ajudar-vos. Disse – Temos o dever de ajudar a população local a recuperar e a reconstruir. Reservámos mais de 110 mil milhões de dólares. É uma grande responsabilidade que vamos cumprir”.

Mas depois de 13 visitas ao Golfo do México desde a ocorrência da tempestade, o presidente ainda não conseguiu apagar a imagem de inacção face à tragédia que está profundamente colada à sua administração. A contrapor o discurso do chefe de Estado está a versão dos cidadãos que alegam ainda não terem recebido qualquer ajuda governamental: “Até agora, tudo saiu do meu bolso e do pouco dinheiro que recebi do seguro, mas, como podem ver, tenho trabalhos de electricidade para fazer, tenho que colocar piso novo. Basicamente tenho tudo para fazer”.

Em Biloxi, apesar de terem sido destruídas 6.000 casas, ainda só foram dadas 136 licenças para a recuperação ou construção de edifícios. Ainda assim a maior parte dos 50 mil habitantes da cidade antes do katrina já regressaram. Hoje comemora-se o primeiro aniversário de uma das maiores catástrofes naturais da história americana recente. Mais de 1.500 mortes foram atribuídas ao ciclone.