Última hora

Última hora

Morreu o cronista do Egipto

Em leitura:

Morreu o cronista do Egipto

Tamanho do texto Aa Aa

Considerado o maior cronista do Egipto contemporâneo, único escritor de língua árabe premiado com o Nobel da Literatura, em 1988, Naguib Mahfouz morreu hoje, aos 94 anos. O mais novo de sete filhos de um funcionário público, Naguib nasceu a 11 de Dezembro de 1911. Estudou Filosofia na actual Universidade do Cairo e começou a escrever ficção que abandonou para se dedicar a temas sociais.

Defensor da moderação e da tolerância foi alvo de uma tentativa de assassinato por um islamista em 1994. Elaborou vários guiões para o cinema fase a que pertence, por exemplo, o filme “O princípio e o fim”“, que contou com a participação de Omar Sharif, então em princípio de carreira. O tema central das suas novelas é o homem e a sua impotência para lutar contra o destino e certas convenções sociais. Em 1947, lançou o romance “A Viela de Midaq”, que se tornou uma das suas mais obras mais famosas