Última hora

Última hora

Washington rejeita desafio de Ahmadinejad para debate televisivo

Em leitura:

Washington rejeita desafio de Ahmadinejad para debate televisivo

Tamanho do texto Aa Aa

A administração norte-americana rejeitou ontem a oferta de debate televisivo proposta por Mahmud Ahmadinejad. Numa conferência de imprensa em Teerão, o presidente iraniano desafiou George W. Bush a debater na televisão as grandes questões mundiais e a forma de ultrapassar as tensões. Washington considera o gesto uma manobra de diversão, mas deu mostras de alguma abertura ao conceder um visto de entrada nos Estados Unidos ao ex-presidente iraniano Mohammed Khatami. A Casa Branca lembra também que ainda há tempo para Teerão satisfazer as exigências do Conselho de Segurança das Nações Unidas. A ONU estabeleceu o dia 31 de Agosto como data-limite para que a República Islâmica pusesse fim ao enriquecimento de urânio em troca de um pacote de incentivos.

O chefe da diplomacia francesa Phillipe Douste-Blazy afirmou à EuroNews “entender que os iranianos queiram encetar negociações e discussões” e confirmou que “a França também quer estabelecer um diálogo com o Irão, na condição de ser um diálogo concreto, transparente com todos os parceiros e construtivo.” Os Estados Unidos consideram o Irão um Estado patrocinador do terrorismo e querem a todo o custo impedir a República Islâmica de possuir um programa nuclear que possa desestabilizar ainda mais a região. Por isso, encaram a imposição de sanções, dentro ou fora das Nações Unidas.