Última hora

Última hora

Europa rejeita adopção de sanções contra o Irão

Em leitura:

Europa rejeita adopção de sanções contra o Irão

Tamanho do texto Aa Aa

A Europa está decidida a apostar na via diplomática para solucionar o diferendo nuclear com o Irão. Javier Solana afirmou esta sexta-feira que não era razoável adoptar sanções contra o Irão enquanto durassem as discussões. À margem de uma reunião de ministros europeus dos Negócios Estrangeiros, a chefe da diplomacia austríaca, Ursula Plassnik, reiterou a posição do Alto Representante para os Assuntos Externos da União.

“É preciso dar tempo à diplomacia e ter paciência. Precisamos de mais paciência e de mais clareza. Vamos abordar este tema com os nossos colegas e precisamos de chegar a um consenso”, afirmou a responsável. Esta declarações mostram para já que a Europa não partilha as ideias dos Estados Unidos que preconizam a adopção de sanções contra o Irão.

O prazo concedido pela ONU para Teerão interromper o enriquecimento do urânio terminou esta quinta-feira. Os iranianos afirmam-se dispostos a negociar mas sem interromper as actividades nucleares – uma das condições exigidas pelas grandes potências que propõem em troca cooperação económica e no domínio do nuclear civil. O Irão insiste que o enriquecimento de urânio se destina a produzir energia mas a comunidade internacional teme que o país esteja a desenvolver armas atómicas.