Última hora

Última hora

Desconhecida a motivação do autor do ataque na Jordânia

Em leitura:

Desconhecida a motivação do autor do ataque na Jordânia

Tamanho do texto Aa Aa

“Porquê?” é a pergunta que permanece no ar depois de um jordano de trinta anos ter disparado sobre uma multidão num dos locais mais frequentados por turistas de Amã. Um britânico morreu e outras seis pessoas ficaram feridas. O ministro do Interior, Eid al-Fayez, acredita ter sido um “acto terrorista, a não ser que se consiga provar que o indivíduo sofre de problemas mentais”, concluiu. A Jordânia é um dos principais aliados dos Estados Unidos no Médio Oriente. O atirador, que está detido pela polícia, é natural de Rusaifa, uma localidade nos arredores de Zarqa, terra natal do defunto líder da al-Qaida no Iraque, al-Zarqawi.

Ashleigh Blair, australiana, foi uma das vítimas e conta como tudo aconteceu. “Estávamos a subir as escadas do teatro quando um homem apareceu por trás e começou a disparar. Só me lembro de um amigo meu cair e de um homem simpático que disse para nos escondermos na sua loja”.

No decurso das primeiras investigações a polícia concluiu que o homem armado é de origem palestiniana, seguidor do Islão e que na altura dos disparos gritou “Deus é grande”.