Última hora

Última hora

Destino de soldados israelitas capturados permanece incerto

Em leitura:

Destino de soldados israelitas capturados permanece incerto

Tamanho do texto Aa Aa

O destino dos soldados israelitas capturados pelo Hamas e pelo Hezbollah permanece uma incógnita, mesmo para as mais altas esferas de poder do Estado hebraico. Num encontro com líderes judaicos franceses, o presidente israelita Moshe Katsav frisou que “a libertação dos três soldados sequestrados é uma prioridade” e confirmou “a existência de contactos, o envolvimento de fontes, que trabalham para que os três soldados regressem sãos e salvos”. A um diário do Bahrein, o presidente palestiniano Mahmud Abbas confirmou que a libertação do cabo Gilad Shalit, refém do Hamas desde 25 de Junho, será feita numa troca de prisioneiros, realizada sob mediação do Egipto.

Quanto aos dois soldados capturados pelo Hezbollah a doze de Julho, Israel rejeitou qualquer negociação, uma vez que a resolução 1701 prevê a libertação incondicional dos reféns.