Última hora

Última hora

Comissão prevê crescimento em alta

Em leitura:

Comissão prevê crescimento em alta

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia reviu em alta as previsões de crescimento da União Europeia e da Zona Euro, um dia depois da OCDE ter feito o mesmo.

As novas estimativas apresentadas pelo comissário para os Assuntos Económicos, Joaquín Almunia, apontam para valores mais altos que os previstos em Maio, mas são menos optimistas que as da OCDE.

Disse Almunia, “a aceleração do crescimento reflecte uma melhor capacidade das economias europeias, em particular da Zona Euro, de assentar na procura interna, e uma maior resistência, tendo em conta o aumento nos preços do petróleo”.

A Comissão prevê agora um crescimento de 2,7% este ano, no conjunto dos Vinte e Cinco, e de 2,5% nos doze países da moeda única, dois décimos de ponto abaixo das estimativas da OCDE. Os anteriores números de Bruxelas aopntavam para um crescimento do PIB de 2,1%. Entre as quatro maiores economias dos Doze, a Espanha, com um crescimento previsto de 3,5%, é a que tem a economia mais em expansão.

No entanto, a inflação deve ser também mais alta que o anteriormente esperado, nestas quatro economias.

Os preços do petróleo subiram já 12% este ano. Este factor é apontado como um dos maiores perigos para o crescimento económico e está a arrastar a inflação acima dos níveis considerados ideais. Almunia alertou para possíveis novas subidas na cotação do barril.

O presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, deu já a entender que deveria fazer uma nova subida na taxa de juro directora da Zona Euro, em Outubro. Prevê-se que os juros subam, até ao fim do ano, dos actuais 3% para os 3,5%.