Última hora

Última hora

Escândalo de espionagem política rebenta a duas semanas das eleições

Em leitura:

Escândalo de espionagem política rebenta a duas semanas das eleições

Tamanho do texto Aa Aa

A menos de duas semanas das eleições legislativas, a Suécia está mergulhada num escândalo político. Os sociais-democratas, no poder, acusam os liberais do Partido Popular de espionagem. O escândalo estalou na semana passada, depois de um membro da Juventude Popular confessar ter conseguido entrar ilegalmente na rede interna dos sociais-democratas. O pirata informático terá obtido informações internas de campanha e tido acesso a comunicados de segurança trocados com a polícia.

As autoridades foram informadas do crime e estão a proceder a investigações. Com eleições previstas para o próximo dia 17 de Setembro, os sociais-democratas, que governaram a Suécia em seis das últimas sete décadas, estão ombro a ombro nas sondagens com os conservadores.