Última hora

Última hora

Unanimidade no parlamento espanhol sobre envio de 1100 homens para o Líbano

Em leitura:

Unanimidade no parlamento espanhol sobre envio de 1100 homens para o Líbano

Tamanho do texto Aa Aa

A Espanha aprovou o envio de 1.100 efectivos para o Líbano. A decisão não teve votos contra, apesar das reservas do partido popular. Espanha compõe assim, juntamente com a França e a Itália, a coluna vertebral da Força Interina das Nações Unidas.

O ministro da defesa, José Alonso comentou: “A participação espanhola tem riscos, mas é necessária, justificada, construtiva e além disso é uma obrigação ética”. Alonso disse ainda que a operação custará ao país cerca de 20 milhões de euros por mês.

Um primeiro grupo composto por 490 homens da marinha e 76 soldados estão já prontos para partir em reforço da Finul, no entanto ainda não há confirmação da data. Entretanto no Líbano os capacetes azuis prosseguem os trabalhos de desminagem.