Última hora

Última hora

Bush continua a justificar, em vão, a guerra no Iraque

Em leitura:

Bush continua a justificar, em vão, a guerra no Iraque

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos assinalam segunda-feira o quinto aniversário dos ataques terroristas de 11 de Setembro no meio de uma intensa campanha governamental destinada a justificar o combate ao terrorismo e a guerra no Iraque. O Presidente George W. Bush, têm-se desdobrado em discursos defendendo a sua política no Iraque como parte da “guerra contra o terrorismo”. No entanto, o Senado acaba de publicar um relatório onde desacredita os argumentos do presidente, um texto que dá novas armas à oposição democrata para as eleições parlamentares em Nvembro próximo.

O documento refere claramente que Sadam Hussein nunca teve ligações à rede Al-Qaida e que o antigo ditador considerava mesmo os extremistas islâmicos uma ameça para o seu regime, tendo recusado todos os pedidosde ajuda material ou operacional vindos do grupo.

O relatório menciona ainda que Saddam tentou várias vezes localizar e capturar Zarqoui em 2002. A oposição norte-americana acusa a Admnistração Bush de exploração excessiva de falsas informações fornecidas por um grupo de iraquianos exilados nos Estados Unidos. Este relatório poderá ser apenas a ponta do iceberque sobre as verdades e mentiras da guerra do Iraque.