Última hora

Última hora

Palestinianos e israelitas de acordo para reatar negociações de paz

Em leitura:

Palestinianos e israelitas de acordo para reatar negociações de paz

Tamanho do texto Aa Aa

Longe das guerras internas dos trabalhistas britânicos, Tony Blair tenta desde ontem relançar a paz no Médio Oriente com um argumento similar, o da unidade. Apesar do cepticimo dos analistas em torno do seu papel de pacificador, o primeiro-ministro britânico conseguiu obter dos dois líderes palestiniano e israelita um acordo para o reatar das negociações.

Reunido hoje com o presidente palestiniano, Blair, que não se encontrou com membros do governo do Hamas, saudou o objectivo de Mahmoud Abbas de criar um governo de unidade nacional para suplantar o momento de tensão no território. “Creio que a criação de um governo deste tipo cria condições para que a comunidade internacional reate o seu compromisso com os palestinianos”, afirmou numa conferência de imprensa à saída do encontro.

Ontem em Israel, Blair tinha-se reunido com os familiares dos três soldados israelitas cujo sequestro inflamou o Médio Oriente nos últimos dois meses. A libertação dos militares, é um ponto essencial para Ehud Olmert, que ontem à saída do encontro com Blair em Telavive afirmou que está pronto a reiniciar as negociações de paz com os palestinianos.

A ONU afirmou hoje estar em negociações com os raptores ,que reclamam como contrapartida a libertação de prisioneiros palestinianos detidos em Israel.