Última hora

Última hora

Bush apela à união dos norte-americanos para fortalecer luta contra o terrorismo

Em leitura:

Bush apela à união dos norte-americanos para fortalecer luta contra o terrorismo

Tamanho do texto Aa Aa

Bush pediu aos norte-americanos para se unirem e apoiarem a Administração na guerra contra o terrorismo. Um apelo feito ontem, para marcar o quinto aniversário dos atentados do 11 de Setembro, precisamente a dois meses das eleições que ameaçam a sua maioria. Nesta campanha agressiva para retomar a confiança da população, o presidente prometeu que os Estados Unidos vão capturar Bin Laden. Justificou as medidas tomadas com o exemplo do Iraque: “Pergunto-me muitas vezes porque estamos no Iraque se o Saddam Hussein não foi o responsável pelo 11 de Setembro. A resposta é que o regime de Saddam representava uma ameaça clara. Quaisquer que sejam os erros cometidos no Iraque, o maior de todos seria pensar que se retirarmos, os terroristas nos vão deixar em paz.

Antes do discurso para fazer reviver o apoio público e responder às acusações dos democratas sobre a intervenção no Iraque, Bush participou nas cerimónias para honrar as quase 3.000 vítimas dos ataques. Milhares de pessoas reunidas no Ground Zero observaram um minuto de silêncio à hora exacta do embate do primeiro avião. Durante a noite dois focos de luz ergueram-se do distrito financeiro sobre a cidade para simbolizar as torres destruídas nos ataques de há cinco anos.