Última hora

Última hora

EUA admitem sanções à margem da ONU

Em leitura:

EUA admitem sanções à margem da ONU

Tamanho do texto Aa Aa

Os Estados Unidos admitem avançar com sanções ao Irão, caso a Rússia ou a China não apoiem as intenções norte-americanas nas Nações Unidas de obrigar Teerão a suspender o enriquecimento de urânio. A posição foi assumida pela secretária de Estado Condolezza Rice, numa altura em que se fala que Teerão estará disposto a suspender o programa nuclear, de forma a permitir o reinício das negociações.

Washington vê com bons olhos a atitude do Irão, mas adianta que será sempre necessário confirmar no terreno a suspensão. Dos encontros em Viena entre Ali Larijani, o chefe dos negociadores iranianos, e Javier Solana, o alto representante da diplomacia europeia, têm saído sinais positivos. Nos últimos dias foram veiculadas informações dando conta da intenção do Irão em suspender o enriquecimento de urânio, antes ou já depois das negociações serem retomadas.

As reuniões em Viena vão continuar esta semana.