Última hora

Última hora

Bruxelas quer reduzir quantidade de líquidos transportados na cabine dos aviões

Em leitura:

Bruxelas quer reduzir quantidade de líquidos transportados na cabine dos aviões

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia vai restringir a quantidade de líquidos autorizados na bagagem de mão dos passageiros aéreos. Depois dos atentados abortados deste Verão, Bruxelas considera necessário legislar a este respeito. Por enquanto, está fora de questão abolir completamente o transporte de líquidos nas cabines dos aviões, não só devido aos passageiros frequentes, habituados a viajar apenas com bagagem de mão, mas também por causa das lojas ‘duty-free’, que representam um terço do volume de negócios dos aeroportos.

O Comissário Europeu para os Transportes Jacques Barrot explicou as intenções de Bruxelas: “Tentámos equilibrar as exigências de segurança por um lado e, por outro lado, a necessidade de manter no transporte aéreo uma facilidade que os passageiros desejam conservar. Desta forma, julgamos preservar também o legítimo interesse da indústria do transporte aéreo.”

A nova proposta, que visa criar uma posição comum dos Vinte e Cinco face à ameaça terrorista, vai intensificar os controlos efectuados antes de cada embarque, mas deverá manter intactas as dimensões das bagagens de mão autorizadas. A legislação deverá estar concluída a 27 de Setembro após um encontro de peritos em aviação da União Europeia.