Última hora

Última hora

A procuradoria de Foggia, no sul de Itália, começou esta quarta-feira a investigar o desaparecimento de 120 trabalhadores agrícolas polacos

Em leitura:

A procuradoria de Foggia, no sul de Itália, começou esta quarta-feira a investigar o desaparecimento de 120 trabalhadores agrícolas polacos

Tamanho do texto Aa Aa

Uma dezena de suspeitos de tráfico de seres humanos foram detidos até ao momento pelas autoridades italianas, depois da polícia ter libertado em Julho 113 trabalhadores polacos. Os cidadãos polacos trabalhavam em campos nas regiões de Foggia e Bari, na província meridional de Apúlia. Viviam em tendas, vigiadas por homens armados, e as tentativas de fuga eram punidas com castigos corporais.

Na passada sexta-feira, a polícia de Varsóvia publicou uma lista de 120 nomes de cidadãos polacos desaparecidos em Itália nos últimos seis anos. A políca polaca deteve até agora 21 alegados membros desta rede de tráfico de seres humanos, responsáveis pelo recrutamento dos trabalhadores na Polónia.