Última hora

Última hora

O mundo financeiro russo em estado de choque

Em leitura:

O mundo financeiro russo em estado de choque

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro, Mikhail Fradkov e respectivos ministros cumpriram hoje um minuto de silêncio pela morte do vice-presidente do banco central russo. Alvo de um atentado, Andrei Kozlov não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de cuidados intensivos num hospital de Moscovo. Trata-se do assassinato da mais alta personalidade do Estado desde a chegada de Vladimir Putin ao poder em 2000. Kozlov, de 41 anos, nunca chegou a recuperar a consciência, após ter sido baleado ontem à noite à saída dos terrenos do clube de futebol Spartak de Moscovo tendo ficado gravemente ferido. O atentado foi perpetrado por dois homens que abateram de imediato o motorista e alvejaram Kozlov transportado ainda com vida para o hospital.

Alexander Murychev, presidente da Associação de Bancos diz que “o homícidio lhe recorda o tempo em que este era um método, na Rússia, para se resolver um problema, há dez anos”. O vice-presidente do banco central russo tinha em curso uma vigorasa campanha contra a lavagem de dinheiro por parte de certas instutições bancárias, o que lhe terá valido alguns inimigos