Última hora

Última hora

Ucrânia quer integrar União Europeia a longo prazo

Em leitura:

Ucrânia quer integrar União Europeia a longo prazo

Tamanho do texto Aa Aa

Uma estreia em Bruxelas para o primeiro-ministro ucraniano, Viktor Ianoukovicht, depois da sua nomeação o mês passado.
Kiev vem assim confirmar junto dos dirigentes europeus o seu interesse numa aproximação à União Europeia, em relação à NATO presistem algumas dúvidas. Para reforçar os laços com a Europa Ianoukovicht apresentou um mandato de negociação para um acordo que prevê uma zona de livre comércio. Mas, como repetiu a responsável europeia pelas Relações Externas, Benita Ferrero-Waldner “para já não existe qualquer perspectiva da Ucrânia aderir à União, no entanto o futuro não está escrito”. Durante esta visita Viktor Ianoukovicht avistou-se com o Secretário Geral da NATO, Jaap Hoope Scheffer, uma reunião para Kiev estabelecer as prioridades do seu governo. A escolha europeia parece clara mas a adesão à NATO divide quer os dirigentes ucrânianos quer a população.

“No que diz respeito à NATO o assunto é muito precoce porque não agrada a uma grande maioria na Ucrânia, políticos e cidadãos “, explicou o chefe do governo ucraniano. O anterior executivo ambicionava juntar-se à Aliança Atlântica em 2008 mas o processo que o presidente Iouchenko esperava poder concluir na próxima Cimeria da NATO em Riga, em Novembro,foi suspenso. Kiev e Bruxelas aproveitaram ainda para alinhar acordos sobre a distribuição de gás à Europa na perspectiva de prevenir crises como a do Inverno passado, aquando do conflito com o fornecedor russo.