Última hora

Em leitura:

Militares espanhóis estão no terreno para integrar FINUL


Mundo

Militares espanhóis estão no terreno para integrar FINUL

A Espanha é o terceiro país europeu a estar representado na Força interina para o Líbano II. Depois dos italianos e dos franceses chegaram hoje ao porto de Tiro 600 militares espanhóis que constituem o primeiro contingente dos 1.100 homens que o parlamento autorizou na semana passada. Após esta deslocação para o sul do Líbano, a Espanha deverá encabeçar em Novembro uma brigada multinacional composta pelos soldados enviados pela Polónia, Finlândia, Bélgica, Irlanda e Portugal.

Com a chegada dos espanhóis aumenta para mais de 5000 o número de efectivos no Líbano. Esta é precisamente a meta definida pelas Nações Unidas para completar a retirada de Israel. O comandante da FINUL, Allain Pellegrini, enfrenta aliás um problema de espaço para acomodar todas as tropas, e admitiu mesmo que terá de atrasar a chegada de alguns contingentes por questões de espaço.