Última hora

Última hora

Morales volta atrás sobre refinarias da Petrobras e perde ministro da Energia

Em leitura:

Morales volta atrás sobre refinarias da Petrobras e perde ministro da Energia

Tamanho do texto Aa Aa

O confronto entre a companhia petrolífera brasileira Petrobras e o governo da Bolívia levou à demissão do ministro boliviano da Energia, Andres Soliz, e mostra a que ponto é difícil ao presidente Evo Morales cumprir a promessa de nacionalizar o sector energético e manter investimento estrangeiro.

O ministro, já substituído no cargo, demitiu-se depois de, face aos protestos brasileiros, ter sido suspensa a resolução que nacionalizava as duas refinarias da Petrobras. Uma nova prova do discurso contraditório que o presidente Evo Morales mantém desde que nacionalizou os recursos energéticos, em Maio.

Por agora, La Paz tenta negociar novos contratos com as empresas estrangeiras mas garante que as nacionalizações são para prosseguir. A Petrobras, que diz possuir as únicas refinarias da Bolívia, ameaça abandonar o país e pedir indemnizações se for lesada. Além disso o Brasil é um dos grandes clientes e pode escolher um outro fornecedor, abandonando o país mais pobre da América do Sul.