Última hora

Última hora

Suécia pode virar à direita

Em leitura:

Suécia pode virar à direita

Tamanho do texto Aa Aa

A aliança de centro-direita liderada por Fredrik Reinfeldt estará ligeiramente à frente dos sociais-democratas nas preferências dos suecos. Depois do último debate entre Reinfeldt e o primeiro-ministro Goran Persson, as sondagens revelam que o líder de centro-direita consegue pouco mais de 4% de vantagem.

A luta contra o desemprego, um dos problemas da economia, é a bandeira de campanha de Reinfeldt que diz sentir-se “sereno à espera do resultados eleitorais”. O chefe da aliança de direita garante que as estatísticas do Estado, no que diz respeito ao número de pessoas desempregadas, estão viciadas. Ainda assim, a Suécia apresenta uma taxa de desemprego que ronda os 6%.

Goran Persson, de 57 anos, é primeiro-ministro há 10 e pediu aos eleitores para o reconduzirem num terceiro mandato como prémio pelo que chama de “boa saúde da economia sueca”. No entanto, dos últimos 74 anos a esquerda governou 64. Com os 10 anos em que Persson está no poder, o desgaste pode dar os trunfos e a vitória, mesmo que renhida, à coligação de centro-direita.