Última hora

Última hora

Caso Telecom Itália provoca mais uma demissão, agora dentro do executivo.

Em leitura:

Caso Telecom Itália provoca mais uma demissão, agora dentro do executivo.

Tamanho do texto Aa Aa

O caso da Telecom Itália está a gerar uma onda de demissões. Depois do presidente da empresa, é agora a vez do conselheiro do primeiro-ministro para as questões económicas, Angelo Rovati, renunciar ao cargo. Rovati disse que não queria ser “uma fonte de problemas para o governo”, no seguimento do conflito entre o executivo e a operadora. Acrescentou no comunicado que os documentos que elaborou sobre a empresa foram “mal interpretados”.

O primeiro-ministro, Romano Prodi, informou hoje na China, que “um debate sobre o futuro das telecomunicações será feito no parlamento, o mais cedo possível”

Na semana passada, Prodi declarou que não tinha sido informado sobre a mudança de estratégia na Telecom Itália, no entanto, mais tarde foi apurado que Rovati tinha enviado um documento a aconselhar que o Estado comprasse a empresa. Informação que fez com que os críticos de Prodi acusassem o chefe do executivo de estar a par dos planos.

O presidente da operadora, Marco Tronchetti, demitiu-se sexta-feira depois da empresa ter decidido separar as redes fixa e móvel. As supostas implicações do governo Prodi na decisão prometem continuar a gerar debate.