Última hora

Última hora

Marinheiros alemães partem com honra para o Líbano

Em leitura:

Marinheiros alemães partem com honra para o Líbano

Tamanho do texto Aa Aa

Foi com honras militares que partiram para o Líbano os primeiros fuzileiros que participam na missão história das Forças Armadas alemãs na FINUL alargada. A Marinha de Guerra gemânica participa com 2.400 efectivos, no total. O ministro alemão da Defesa, Franz Josef Jung, disse, a propósito, que este é um dia histórico, felicitando os cerca de mil soldados que partiram ao longo desta quinta-feira, a bordo das fragatas “Mecklenburg-Vorpommern” e “Karlsruhe”, do navio de apoio Frankfurt am Main, do navio Elba e de quatro vedetas lança-torpedos.

Os marinheiros devem chegar ao Líbano dentro de duas semanas. A sua missão é a de fazer respeitar, incluindo nas águas territoriais libanesas, o embargo sobre o comércio de armas previsto pela Resolução 1701 da ONU que pôs fim ao conflito armado entre Israel e o Hezbollah libanês. A missão da Força Interina das Nações Unidas no Líbano terá a participação de cerca de 30 países, incluindo 140 militares portugueses, e envolverá entre 15 e 20 mil soldados.

Até Fevereiro de 2007, o comando militar estará entregue à França, presente no Líbano com dois mil soldados e mais 1.700 elementos de outras forças de segurança. Seguir-se-á a Itália, que enviará inicialmente 2.500 soldados, e reforçará mais tarde o seu contingente.