Última hora

Última hora

Estado holandês vende participação na KPN

Em leitura:

Estado holandês vende participação na KPN

Tamanho do texto Aa Aa

O estado holandês vendeu a participação de 8% que tinha ainda na operadora de telecomunicações KPN. A venda deve render 1,7 mil milhões de euros aos cofres de Haia. O Estado deixa assim completamente a antiga operadora estatal, o que fez aumentar as especulações sobre possíveis OPA’s.

As notícias sobre possíveis ofertas fizeram as acções da KPN subir um terço, em um ano. O grupo está a atravessar um processo de compra de acções próprias.

Em 2005, a KPN teve um volume de negócios de 12 mil milhões de euros, mais de metade dos quais foram realizados no sector dos telefones fixos. Os telemóveis representaram 40% da facturação.

A iniciativa, por parte do Estado, de vender a participação surge um ano depois de outro importante passo, o de desistir da “golden share” que lhe dava direito de veto, em caso de haver uma tentativa de compra. Várias companhias estrangeiras, como é o caso da espanhola Telefónica, são dadas como potenciais compradoras da KPN.

O grupo reviu, recentemente, em alta as previsões de resultados, apesar de enfrentar uma concorrência doméstica cada vez maior.