Última hora

Última hora

Hugo Chavez volta a referir-se a George W. Bush como o diabo

Em leitura:

Hugo Chavez volta a referir-se a George W. Bush como o diabo

Tamanho do texto Aa Aa

Depois do momento de inspiração na tribuna das Nações Unidas, em que chamou diabo a George W. Bush, o presidente venezuelano voltou a falar do seu ódio de estimação, desta vez em Caracas, para comentar um incidente com o seu ministro dos negócios estrangeiros.

Os acontecimentos registaram-se ontem, em Nova Iorque, quando o Ministro venezuelano dos Negócios Estrangeiros se preparava para apanhar o avião. Existem duas versões da história: de acordo com o presidente Chavéz, o chefe da diplomacia do seu país foi detido sob a acusação de ter participado no golpe de Estado em Caracas a 4 de Fevereiro de 1992.

Dizem as autoridades norte-americanas, o ministro (que a segurança do aeroporto ainda não tinha identificado como tal), ao negar-se a um segundo controlo de segurança, desencadeou a situação e levou a que ficasse detido 1h40 minutos, para se averiguar sobre a sua identidade. As autoridades americanas pediram desculpa p’lo sucedido, mas o Ministro Nicolás Maduro considera a atitude uma retaliação p’lo discurso de Chavez na ONU, quarta-feira passada.