Última hora

Última hora

Relatório de secretas contraria presidente Bush

Em leitura:

Relatório de secretas contraria presidente Bush

Tamanho do texto Aa Aa

A Casa Branca está a tentar minimizar a importância de um relatório dos serviços secretos norte-americanos que indica que a guerra no Iraque agravou o problema geral do terrorismo. O documento consiste numa análise das 16 agências secretas norte-americanas, elaborado em Abril e divulgado agora pelo New York Times, em vésperas das eleições para o congresso.

George W. Bush e os republicanos sofrem um duro golpe, já que o relatório contraria os discursos do presidente norte-americano que garantiam que a América tornou-se num país mais seguro. A Casa Branca desvaloriza o artigo do jornal, argumentando que a informação foi descontextualizada e que apenas diz respeito a uma ínfima parte de um relatório que é a primeira analise oficial norte-americana ao terrorismo no mundo depois do início guerra no Iraque.

As eleições para o congresso têm lugar no dia 7 de Novembro e a publicação de um estracto do relatório confidencial fragiliza ainda mais a posição republicana, que tem sofrido desgastes com uma guerra no Iraque que já dura há 3 anos. O documento não dá indicações de novas ameaças concretas contra os Estados Unidos mas refere que o conflito originou o aumento da ameaça e fez nascer uma nova geração de terroristas.