Última hora

Última hora

Edis curdos enfrentam justiça

Em leitura:

Edis curdos enfrentam justiça

Tamanho do texto Aa Aa

56 presidentes de câmara turcos começaram hoje a ser julgados por “apoio deliberado” aos separatistas curdos. Os munícipes dirigem edilidades localizadas no Curdistão turco e cometeram o crime de assinar uma carta ao primeiro-ministro dinamarquês em Dezembro de 2005. Na missiva, os eleitos pediam a Anders Fogh Rasmussen de resistir às solicitações de Ancara para encerrar uma estação de televisão curda, com sede no país escandinavo. Alguns dos presidentes de câmara encontram-se indiciados noutros processos por apologia ao PKK. O Partido dos Trabalhadores do Curdistão é um grupo separatista armado que começou há 22 anos uma guerra que já fez mais de 37.000 mortos.

A Roj TV emite desde 2004 e Ancara pediu a Copenhaga para lhe retirar a licença por considerar que transmite a propaganda do PKK. Contudo, as autoridades dinamarquesas consideram os conteúdos legais.