Última hora

Última hora

Esperança e apreensão nos Balcãs

Em leitura:

Esperança e apreensão nos Balcãs

Tamanho do texto Aa Aa

A adesão da Bulgária à União Europeia é acolhida no país com um sentimento misto. Trata-se obviamente de uma oportunidade mas também de um risco. A obrigatoriedade de reformas vai exigir uma marcha acelerada para fazer crescer uma economia que é três vezes menor do que a média europeia. Nas ruas as reacções são claras:

“Se for possível eu vou trabalhar para outro país. Reino Unido, Irlanda ou Escandinávia de preferência.”

“A adesão, tivemos de a fazer mas não creio que um dia possamos estar preparados. Acho que fomos um bocado empurrados.”

Na Roménia, a situação não é diferente. O caminho a percorrer é igualmente longo. Os receios são idênticos mas a esperança é enorme:

“Trata-se duma boa notícia sem dúvida. Tem sido tão falada durante os últimos tempos que a adesão não pode ser uma coisa má. Espero que não se torne demasiado duro para a maioria das pessoas já que os preços dos bens de primeira necessidade vão subir.”

“Esta vai ser a primeira vez que vamos ser europeus de verdade. Desde pequenos, nas aulas de história, nós acostumámo-nos a olhar para nós como uma parte diferente da Europa. Agora vamos juntar-nos a uma nova família.”