Última hora

Última hora

E.ON/Endesa enfrenta novo gigante

Em leitura:

E.ON/Endesa enfrenta novo gigante

Tamanho do texto Aa Aa

A compra da Endesa por parte da alemã E.ON deve mesmo ir em frente. Um dia depois da empresa de construção Acciona ter anunciado a compra de 10% do capital do gigante energético espanhol, os alemães subiram a oferta de compra para 35 euros por acção, o que valoriza a Endesa em 37 mil milhões de euros.

A Acciona tem agora uma fatia igual à da Caja Madrid, também dona de um décimo da Endesa. A maior parte do capital, 64%, está dispersa em bolsa. Entretanto, os principais concorrentes da Endesa no mercado espanhol, preparam-se para formar outro gigante. O grupo ACS, principal accionista da Unión Fenosa, anunciou a compra de 6,3% da Iberdrola. O negócio é o primeiro passo para uma fusão a três, que inclui a Iberdrola, a Unión Fenosa e a Gás Natural, que deve assim desistir da OPA lançada à Endesa.

“Gosto dos campeões nacionais e europeus. Gosto também das empresas nacionais muito poderosas, por isso apoio um campeão nacional. Prefiro as empresas que não se limitam aos espaço espanhol e que são capazes de ser competitivas no estrangeiro”, disse o ministro das Finanças Pedro Solbes, em entrevista à Rádio Nacional de Espanha. A formação deste novo gigante é defendida plo governo de Madrid, que vê nele uma forma de compensar a mais que provável compra da Endesa por parte dos alemães.