Última hora

Última hora

Gyurcsáney pede desculpa aos húngaros

Em leitura:

Gyurcsáney pede desculpa aos húngaros

Tamanho do texto Aa Aa

O primeiro-ministro húngaro apresentou esta manhã desculpas públicas por ter mentido sobre o programa de rigor económico, embora tenha sublinhado a necessidade da sua aplicação. Ferenc Gyurcsány tenta acalmar a situação desencadeada há semana e meia quando foram divulgadas declarações suas numa reunião do Partido Socialista. Na gravação, o dirigente confessou ter mentido por razões eleitorais e hoje explicou que não acreditava que as pessoas pudessem compreender um discurso directo.

Em Bruxelas, a Comissão Europeia aprovou o plano de austeridade e ontem incentivou Budapeste a aplicar as medidas de convergência. A notícia divulgada há dez dias deu origem a manifestações quotidianas. Ontem, cerca de seis mil pessoas voltaram a concentrar-se em frente ao parlamento ao início da noite.

Mas o movimento contestatário diminui e mesmo o principal partido da oposição, de centro-direita, se dissociou das manifestações devido aos actos de violência que se registaram nos primeiros dias e que foram atribuídos a elementos da extrema-direita. Por outro lado, no próximo domingo realizam-se eleições municipais na Hungria. Um sufrágio que muitos pretendem transformar num referendo às políticas de Ferenc Gyurcsány.