Última hora

Última hora

Krajisnik condenado 27 anos de prisão

Em leitura:

Krajisnik condenado 27 anos de prisão

Tamanho do texto Aa Aa

O Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia condenou a 27 de prisão Momcilo Krajisnik, antigo dirigente sérvio da Bósnia por crimes contra a humanidade. O colectivo de juízes considerou o antigo presidente do parlamento da Republica Sérvia da Bósnia, culpado de assassinato, extermínio, deportação, perseguições e transferência forçada de civis não sérvios. Por provar ficaram as acusações de genocídio.

Caso a sentença seja cumprida na íntegra, Krajisnik, agora com 61 anos, sairá da prisão quando tiver 82 anos, pois já cumpriu 6 atrás das grades. Foi capturado em 2000 perto de Sarajevo pelos soldados da Nato. Krajisnik era um dos antigos dirigentes mais importantes da guerra da Bósnia ser julgado pelo TPI, a par do presidente da República Serpska Biljana Plavsic, que admitiu ser responsável por atrocidades e foi condenado a 11 anos de cárcere. Ainda a monte está Radovan Karadzic acusado de ser responsável pelo brutal massacre de mais de 8 mil muçulmanos em Srebrenica em 1995.