Última hora

Última hora

Massacre de Babi Yar ocorreu há 65 anos

Em leitura:

Massacre de Babi Yar ocorreu há 65 anos

Tamanho do texto Aa Aa

Na Ucrânia recordou-se o primeiro massacre de judeus na Segunda Guerra Mundial. Nos dias 29 e 30 de Setembro de 1941, em Babi Yar, as tropas nazis abateram a tiro mais de 33 mil judeus. Nos dois anos seguintes, estima-se que no mesmo local, nos arredores de Kiev, cerca de 60 mil pessoas foram assassinadas. Filho de um prisioneiro do campo de extermínio de Auschwitz, o presidente ucraniano, Viktor Yushenko, recebeu o homólogo israelita, Moshe Katzav, e várias delegações internacionais para recordar mais um acto bárbaro da tragédia humana.

Após o conflito mundial, o regime soviético manteve o massacre esquecido e só nos anos de Gorbatchev se prestou homenagem aos judeus caídos em Babi Yar. Muitos acreditam que esta matança foi na altura um teste às consciências nazis que permitiu em seguida aplicar a Solução Final.

Durante a cerimónia realizaram-se vários serviços religiosos. Além de uma oração hebraica, cristãos ortodoxos e muçulmanos rezaram pelas vítimas do Holocausto. Estima-se que no total tenham desaparecido mais de 800.000 judeus ucranianos durante o conflito. Esta celebração é a maior desde a independência do país e decorre durante uma semana com várias iniciativas, entre as quais um forum internacional.