Última hora

Última hora

Putin acusa Geórgia de usar métodos estalinistas contra a Rússia

Em leitura:

Putin acusa Geórgia de usar métodos estalinistas contra a Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente russo aumentou a pressão contra as autoridades georgianas.

Vladimir Putin acusa Tbilissi de tentar livrar-se do terrorismo de Estado fazendo reféns. O chefe de Estado russo refere-se à detenção na capital georgiana dos quatro oficiais dos serviços secretos de Moscovo, que vão permanecer em prisão preventiva durante pelo menos dois meses.

Na reunião do Conselho Nacional de Segurança, o presidente comparou a detenção dos oficiais aos antigos métodos estalinistas, usados pelo chefe dos serviços secretos soviéticos em 1930.

São talvez as declarações mais polémicas do presidente russo, desde que o conflito diplomático entre os dois países se adensou por suspeitas de espionagem em território georgiano.

Tbilissi acusa Moscovo de querer apoderar-se da Abcázia, uma região separatista que é formalmente território da Georgia. Já Moscovo considera que a Geórgia só quer complicar ainda mais os problemas na zona.

No final da semana, as autoridades russas anunciaram que a retirada das tropas de duas bases situadas na Geórgia prevista para 2008 está suspensa.

Um residente em Tbilissi considera que os dois Estados têm de chegar a acordo para evitar uma eventual confrontação.

Os funcionários russos a trabalhar na Geórgia tiveram ordem de Moscovo para partir. Mas as tropas ficam. O Conselho de Segurança das Nações Unidas pediu aos dois países que regressem ao diálogo.