Última hora

Última hora

Fatah fiscaliza adesão à greve em Gaza, depois de conflitos entre facções em que morreram oito palestinianos

Em leitura:

Fatah fiscaliza adesão à greve em Gaza, depois de conflitos entre facções em que morreram oito palestinianos

Tamanho do texto Aa Aa

O partido Fatah, afecto ao presidente palestiniano decretou, para hoje greve geral em protesto contra os conflitos entre facções. As Brigadas dos Mártires de al-Aqsa fiscalizaram a adesão à greve. Anadaram pelas ruas de Gaza, foram junto dos comerciantes, e os que tentaram manter os estabelecimentos comerciais abertos, foram obrigadosa fechá-los e a aderir à paralisação.

Há registo de uma vítima mortal em Jericó. Segundo a EFE, um militante do Fatah abateu a tiro um comerciante que se recusou a fechar a loja por causa da greve. Dada à tensão que se vive nas ruas, depois dos tumultos de ontem, o presidente Mahmoud Abbas deu ordens aos membros da Segurança Nacional para patrulharem Gaza e evitar mais confrontos.

Ontem, elementos do Fatah e do Hamas, o partido do governo, envolveram-se nos conflitos mais mortíferos desde Março, altura em que o executivo do Hamas entrou em funções. Os confrontos estalaram na sequência de manifestações populares e exigirem o pagamento de salários em atraso. Morreram oito pessoas e 130 ficaram feridas.