Última hora

Última hora

Social-democratas preparam-se para coligação na Áustria

Em leitura:

Social-democratas preparam-se para coligação na Áustria

Tamanho do texto Aa Aa

A Áustria prepara-se para várias semanas de negociações até conhecer o novo governo.O líder social-democrata, Alfred Gusenbauer, deverá ser convidado a formar o próximo executivo após a vitória do SPO, com 35,7% dos votos, nas eleições deste domingo.

O futuro governo terá que ser de coligação e os jornais austríacos desta segunda-feira mostram que, face aos resultados eleitorais, o país vê com bons olhos uma grande coligação entre social-democratas e conservadores, de forma a conseguir um governo estável.

Wolfgang Schusssel, o chanceler cessante não conseguiu levar os conservadores além dos 34,2%. O processo eleitoral deverá estar concluído no dia 9 de Outubro com a publicação oficial dos resultados e só a partir daí avançará a formação do governo.

Mas muitos lamentam o volte face das urnas. “Estou muito desiludido não podia imaginar isto, tínhamos o melhor chanceler que se podia imaginar”, diz um cidadão. Esta senhora confia na mudança. “Espero que façam o que prometeram, porque quatro anos de conservadores deixaram-nos numa situação difícil”, afirma.

Neste escrutínio tanto os social-democratas como os conservadores perderam terreno eleitoral e uma parte a favor da extrema direita. Uma questão que preocupa muitos austríacos como uma jovem que se diz desiludida e inquieta com o aumento do FPO. O Partido da extrema direita, liderado por Heinz-Christian Strache, alcançou a terceira posição no espectro político com 11,2% dos votos expressos, colocando 21 deputados no novo parlamento, mais dois que tinha na anterior legislatura.