Última hora

Última hora

Grupo ligado ao Fatah ameaça de morte líderes do Hamas devido à violência nos territórios

Em leitura:

Grupo ligado ao Fatah ameaça de morte líderes do Hamas devido à violência nos territórios

Tamanho do texto Aa Aa

Sobe de tom a guerra entre o Hamas e o Fatah. As Brigadas dos Mártires de Al-Aqsa, próximas do Fatah, ameaçam matar líderes do Hamas, responsabilizando-os pela violência nos territórios palestinianos. Uma ameaça inédita aquando de uma nova noite de confrontos e quando o presidente Mahmmud Abbas, segundo um dos seus conselheiros, pondera convocar eleições antecipadas ou nomear um novo governo.

Esta noite, num protesto em Rafah, no Sul da Faixa de Gaza, que juntou cinco mil pessoas, registaram-se pelo menos dois mortos e 18 feridos. Pedia-se o desarmamento das forças do Hamas e a demissão do governo. As tensões entre os dois movimentos agravaram-se devido à crise económica e em dois dias contam-se 12 mortos e mais de uma centena de feridos. A violência já alastrou à Cisjordânia.

Também esta noite, um raide israelita fez dois feridos em Khan Younis, no Sul da Faixa de Gaza. O alvo foi mais uma vez um atelier de metalurgia, por suspeita de fabricação de morteiros para atacar Israel.