Última hora

Última hora

Moscovo e Rússia de novo de ligações cortadas

Em leitura:

Moscovo e Rússia de novo de ligações cortadas

Tamanho do texto Aa Aa

O último voo a ligar Tbilisi a Moscovo foi o que transportou ontem os 4 alegados espiões russos. Desde esta manhã que a Rússia impõe um bloqueio a todas as ligações por ar, mar e terra com a Geórgia. Uma medida considerada como “pouco civilizada” pelo presidente Mikhail Saakashvili e vista como uma retaliação diplomática.

Um passageiro russo retido no aeroporto de Tbilisi afirma que teve que viajar à cidade por razões pessoais e que pretendia regressar hoje a Moscovo e que não sabe agora se será possível fazê-lo. Outra passageira, também russa, afirma que não consegue acreditar no que está a passar e que ainda espera poder voar hoje, “é a única esperança que me resta”.

As autoridades aéreas georgianas apresentaram esta manhã uma queixa pela atitude russa junto da Autoridade Internacional de Aviação Civil. Oficialmente Moscovo justifica a medida como resposta a uma dívida da aviação georgiana orçada em mais de 3,6 milhões de euros.

A medida é considerada uma pressão diplomática adicional na escalada de tensão entre os dois países. Em Dezembro a Rússia tinha banido a importação de produtos agrícolas georgianos, um embargo abrangido em Março ao vinho e águas minerais georgianos.