Última hora

Última hora

Visita de Rice a Ramallah acentua divergências entre presidente palestiniano e governo Hamas

Em leitura:

Visita de Rice a Ramallah acentua divergências entre presidente palestiniano e governo Hamas

Tamanho do texto Aa Aa

A braços com um impasse político, uma onda de violência e uma situação económica catastrófica, o presidente palestiniano, Mahmud Abbas, apenas exclui a guerra civil como hipótese para sair da crise. Mas mesmo isso parece o mais provável nos dias que correm nos territórios palestinianos. A visita da chefe da diplomacia americana a Ramallah visava apoiá-lo face ao Hamas. Condoleezza Rice disse ser necessário um governo que respeite os acordos internacionais, o que o Hamas não faz.

Em contrapartida, reafirmou a intenção de Washington de redobrar os esforços para ajudar os palestinianos. Pois, como afirmou Rice, a administração americana está preocupada com a situação humanitária nos territórios palestinianos, por causa dos problemas económicos, e triste com o facto de, neste período do Ramadão, muitos habitantes se encontrarem sem bens de primeira necessidade.

Milhares de funcionários não recebem o salário desde Março, a tensão sobe nas ruas e Abbas tenta recuperar a confiança e ajudas internacionais. O presidente anunciou o fim das negociações com o Hamas para a formação de um governo de unidade nacional e levanta a hipótese de demitir o executivo. Tem o poder para o fazer, mas não é simples pois precisa da aprovação do parlamento, que é dominado pelo Hamas.

O grupo radical alertou contra a imposição de ultimatos. O primeiro-ministro Ismail Hanyieh acusa Washington de não se preocupar com os palestinianos e de tentar apenas reorganizar a região em prol dos interesses americanos e israelitas.

Discursos duros que acompanham o reforço das forças armadas quer do Fatah quer do Hamas.