Última hora

Última hora

Christian Streiff deixa presidência da Airbus

Em leitura:

Christian Streiff deixa presidência da Airbus

Tamanho do texto Aa Aa

Chegou ao fim o reinado, de apenas três meses, de Christian Streiff à frente da Airbus. A administração da EADS, consórcio que controla a Airbus, aceitou a demissão do presidente da construtora aeronáutica europeia. Streiff pediu para deixar o cargo, na sequência de todos os problemas que a empresa está a enfrentar com os atrasos nas entregas.

Na semana passada, a Airbus anunciou novos atrasos no programa de entregas do A380, que significam que os primeiros aviões só vão começar a ser entregues no final do próximo ano, ou seja, dois anos depois do inicialmente previsto.

A crise tinha já ditado a saída do antigo co-presidente da EADS Noel Forgeard e do antecessor de Streiff, Gustav Humbert. O presidente da Airbus é agora substituído por Louis Gallois, co-presidente da EADS, que passa assim a acumular os dois cargos.

Segundo a imprensa, Streiff estava em guerra permanente com a administração da EADS e tinha dificuldade em impor a autoridade, com a casa-mãe a impor-se sempre. Era um presidente sem poder, uma vez que tinha que prestar contas a um dos presidentes executivos da EADS, neste caso Thomas Enders, para preservar o equilíbrio entre franceses e alemães nos órgãos cimeiros do grupo.

Streiff tinha apresentado um projecto de redução de custos, que faria a Airbus poupar dois mil milhões de euros por ano.