Última hora

Última hora

Comunidade internacional tenta dar resposta comum a Pyongyang

Em leitura:

Comunidade internacional tenta dar resposta comum a Pyongyang

Tamanho do texto Aa Aa

A comunidade internacional tenta chegar a acordo para dar uma resposta comum à Coreia do Norte após o anúncio da explosão da primeira bomba atómica testada por Pyongyang. Os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU e o Japão, que assegura este mês a presidência rotativa do Conselho, reúnem-se esta manhã para continuarem a discutir a resposta a dar ao teste nuclear norte-coreano, com base nas propostas de sanções norte-americanas. Ontem, durante as primeiras conversações de urgência, o Conselho de Segurança condenou o primeiro teste nuclear norte-coreano, efectuado apesar de uma advertência da ONU há poucos dias.

Peritos dos 15 Estados membros do Conselho de Segurança reuniram-se para examinar os elementos de um projecto de resolução propostos pelos Estados Unidos que prevêem a imposição de sanções económicas e comerciais a Pyongyang, nos termos do capítulo VII da Carta da ONU.

As resoluções da ONU no âmbito do capítulo VII dão ao Conselho largos poderes de acção, inclusive militares, para lidar com as “ameaças à paz ou os actos de agressão”. De acordo com as autoridades da Coreia do Sul, o teste foi autêntico. Vários países ocidentais detectaram uma explosão de uma potência de pelo menos uma quilotonelada sem poderem determinar se foi ou não de origem nuclear. O exército chinês anulou todas as licenças dadas aos soldados estacionados junto à fronteira com a Coreia do Norte.