Última hora

Última hora

Seoul pede uma resposta "firme" contra Pyongyang

Em leitura:

Seoul pede uma resposta "firme" contra Pyongyang

Tamanho do texto Aa Aa

Cresce o medo na Coreia do Sul e as manifestações de repúdio contra o comportamento da vizinha Coreia do Norte. Seoul pede que a ONU e a comunidade internacional enviem uma mensagem “firme e clara a regime norte coreano. A Coreia do Norte responde que vai considerar como uma “declaração de guerra” uma eventual imposição de “sanções de grande escala”, que incluam um “embargo total.

A China, tradicional aliada da Coreia do Norte concorda com uma punição mas mostrou-se reticente à aplicação do Capitulo VII que permite ao Conselho de Segurança da ONU um amplo poder de acção incluindo o militar. A tensão está ao rubro. Uma televisão japonesa anunciou esta manhã a realização de um segundo teste nuclear pela Coreia do Norte, informação rapidamente desmentida pelo regime.

Os responsáveis norte-americanos e japoneses não detectaram actividade sísmica na Coreia do Norte que permita confirmar a realização desse segundo teste. Agência Meteorológica Japonesa detectou um sismo com uma magnitude de 5,8 na escala aberta de Richter, mas o abalo teve lugar às 08:58 mais de 20 minutos depois da difusão da notícia e seu epicentro localizou-se no Oceano Pacífico, a mais de mil quilómetros da Coreia do Norte. A aviação norte-americana procedeu no enteanto a uma imediata investigação para medir a taxa de radioactividade na região.