Última hora

Última hora

Derradeiro esforço para relançar instituições políticas do Ulster

Em leitura:

Derradeiro esforço para relançar instituições políticas do Ulster

Tamanho do texto Aa Aa

Durante a cimeira na Escócia entre os governos britânico e irlandês e os partidos do Ulster, Londres e Dublin ameaçaram com a administração directa do território, se até 24 de Novembro não existir um entendimento entres as principais forças políticas.

Uma das principais divergências recai sobre a polícia do território, em que os republicanos do Sinn Fein consideram estar sub-representados. O unionista Ian Paisley afirma que aqueles que querem servir num governo democrata têm que dar a imagem e apoiar a polícia em todos os aspectos.

Os unionistas opõem-se à partilha do poder com os republicanos. Gerry Adams, líder do Sinn Fein mostrou-se confiante num acordo, referindo que Paisley não tem outra solução.

Esta cimeira é vista como a ultima oportunidade a curto prazo para colocar de novo em funcionamento o parlamento de Stormont, suspenso em 2002 na sequência de um escândalo de espionagem do IRA.