Última hora

Última hora

Comissão Europeia confirma liberalização total dos serviços postais europeus

Em leitura:

Comissão Europeia confirma liberalização total dos serviços postais europeus

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia deve confirmar esta quarta-feira a tão esperada liberalização total dos serviços postais em 2009, uma última etapa do desmantelamento dos monopólios nacionais que inquieta várias empresas do sector. Esta etapa constitui a liberalização dos serviços postais de cartas com menos de 50 gramas, o mais utilizado e que continua sob monopólio das empresas estatais da maioria dos Vinte e Cinco.

A liberalização proposta por Bruxelas prevê a manutenção de uma missão de serviço público, inicialmente chamado “serviço universal”: isto é, a garantia de que todos os cidadãos europeus podem enviar e receber correio cinco dias por semana, a preços correctos, mesmo se morarem em lugares recônditos.

Na passada semana, vários correios europeus manifestaram os seus receios sobre quem deverá financiar este serviço público, e em que moldes. A abertura dos correios à concorrência começou há 10 anos, com as encomendas e cartas superiores a 50 gramas. Até agora, apenas três países – Suécia, Finlândia e Grã-Bretanha – liberalizaram completamente o sector. Os Correios empregam cinco milhões de pessoas, em toda a União.

A proposta de Bruxelas vai ter que ser aprovada pelo Parlamento Europeu.