Última hora

Última hora

Caso Clearstream: Ex-primeiro-ministro francês ouvido pela justiça

Em leitura:

Caso Clearstream: Ex-primeiro-ministro francês ouvido pela justiça

Tamanho do texto Aa Aa

Jean-Pierre Raffarin foi ouvido, esta manhã, na qualidade de testemunha por dois juízes que estão a investigar as falsas listas da empresa luxemburguesa Clearstream. O ex-primeiro-ministro francês deslocou-se ao Palácio da Justiça, em Paris, para ser interrogado sobre o seu eventual papel nas investigações paralelas levadas a cabo em 2004 sobre as listas que tinham como objectivo comprometer várias centenas de figuras públicas. A ministra francesa da Defesa, Michèlle Alliot-Marie, também deverá ser ouvida como testemunha no âmbito do caso Clearstream, em data a anunciar.

Quando soube da convocação de Raffarin pela justiça, o primeiro-ministro francês, Dominique de Villepin, afirmou que “também gostaria de testemunhar para haja transparência no processo já que também ele foi vítima de calúnias e de mentiras neste caso.”

O escândalo rebentou quando foram divulgadas listas falsas do banco luxemburguês Clearstream com nomes de personalidades que teriam recebido dinheiro ilícito proveniente da venda de fragatas a Taiwan em 1991. Desta lista constava o nome de Nicolas Sarkozy. O actual ministro do Interior e candidato a presidente francês pôs em causa Dominique de Villepin, por este não o ter alertado das acusações que pendiam sobre si, na altura em que de Villepin, na qualidade de ministro dos Negócios Estrangeiros, mandou investigar os nomes que se encontravam na lista.