Última hora

Última hora

Oito soldados norte-americanos enfrentam Tribunal Marcial

Em leitura:

Oito soldados norte-americanos enfrentam Tribunal Marcial

Tamanho do texto Aa Aa

Atrocidades alegadamente cometidas por soldados norte-americanos no Iraque vão agora ser julgadas em tribunal marcial. Oito soldados vão comparecer perante a justiça militar no âmbito de dois processos: um sobre assassínio e massacre de uma família e outro relativo à execução de prisioneiros iraquianos.

No processo sobre o massacre de uma família em Mahmoudiya, há quatro soldados acusados de violação e morte de uma rapariga de 14 anos, e assassínio do pai, da mãe e da irmã da jovem. Neste caso, há dois militares que se arriscam a ser condenados à pena capital.

Quatro outros soldados são acusados de assassinar três prisioneiros iraquianos durante uma operação contra insurgentes no sudoeste de Tikrit. A justificação dos militares na morte dos detidos é a de que foram obrigados a atirar porque os prisioneiros tentaram fugir. Mas a acusação garante que os detidos foram soltos e depois abatidos a sangue frio.