Última hora

Última hora

Fundação Príncipe das Astúrias entrega prémios em Oviedo

Em leitura:

Fundação Príncipe das Astúrias entrega prémios em Oviedo

Tamanho do texto Aa Aa

Os Príncipes das Astúrias, D. Felipe de Borbón e Dona Letizia Ortiz, presidiram esta sexta-feira à 25ª Cerimónia de entrega dos Prémios Príncipe das Astúrias. O Teatro Campoamor de Oviedo foi como habitualmente o palco da cerimónia, que distingue personalidades em oito categorias.

A National Geographic Society venceu o prémio para a Comunicação e Humanidades. À ex-presidente irlandesa Mary Robinson foi atribuído o galardão para as Ciências Sociais, enquanto o escritor norte-americano Paul Auster venceu na categoria de Letras.

Auster foi também o único galardoado a usar da palavra antes da entrega dos prémios: “Cada romance é uma colaboração em partes iguais entre o escritor e o leitor e constitui o único lugar do mundo onde dois estranhos podem encontrar-se em condições de absoluta intimidade. Passei a vida a conversar com gente que nunca vi, com pessoas que nunca irei conhecer e assim espero continuar até ao último dia da minha vida. Este foi o trabalho que sempre quis.”

A Unicef, Fundo das Nações Unidas para as Crianças, conquistou o prémio da Concórdia. O prémio das Artes coube ao cineasta espanhol Pedro Almodóvar. O físico quântico Juan Ignacio Cirac venceu o prémio de Investigação Técnica e Científica.

A Fundação Bill e Melinda Gates conquistou o galardão na categoria de Cooperação internacional. A terminar, a Selecção Espanhola de Basquetebol, campeã do mundo em 2006, venceu na categoria de Desporto. A Fundação Príncipe das Astúrias atribui anualmente os galardões. Cada distinção é premiada com cinquenta mil euros.