Última hora

Última hora

Vinte e Cinco ultrapassam divisões e vão falar a uma voz face a Putin

Em leitura:

Vinte e Cinco ultrapassam divisões e vão falar a uma voz face a Putin

Tamanho do texto Aa Aa

Foi praticamente transformada em cimeira União Europeia-Rússia, a reunião informal dos Vinte e Cinco, na Finlândia. A questão energética, a discutir com Vladimir Putin, durante o jantar desta noite, em Lahti, é ponto mais quente da agenda do encontro.

Os Vinte e Cinco vão falar a uma só voz, face a Putin; eles que estavam divididos entre os países do Leste, que reclamam firmeza face à escalada de autoritarismo na Rússia, e os partidários de uma relação estratégica mais harmoniosa, como a Alemanha, a França, a Itália ou a Grécia, entre outros.

Matti Vanhanen, o presidente em exercício da União, mostrou-se satisfeito por os Estados membros terem conseguido limar as arestas e chegar a um acordo. Vão apresentar, a Vladimir Putin, um caderno de encargos em matéria energética, que estabelece as regras a cumprir por Moscovo, que fornece um quarto da energia da União. Este novo acordo energético será negociado no próximo semestre, sob presidência alemã.

Os restantes temas da agenda foram assim, quase eclipsados. Os Vinte e Cinco decidiram avançar com a criação de um Instituto Europeu de Investigação, como propusera a Comissão Europeia. Este Instituto visa dar um impulso à inovação, na Europa. Na mesma linha, a Comissão Europeia comprometeu-se a apresentar, até à próxima Primavera, uma proposta de compromisso para a criação de uma patente europeia. Este instrumento é necessário, mas há anos que as divergências entre os Estados membros não permitem avançar com o projecto.