Última hora

Última hora

Parvanov vence mas não conquista mandato

Em leitura:

Parvanov vence mas não conquista mandato

Tamanho do texto Aa Aa

A Bulgária viveu este domingo um dia de eleições presidenciais e o actual chefe de Estado, Georgui Parvanov, terá vencido sem grandes dificuldades. As sondagens à bocas das urnas indicam que triunfou com 64 por cento dos votos.

No entanto, a fraca participação eleitoral, 41 por cento, obriga o presidente a enfrentar numa segunda volta o ultranacionalista Volen Siderov, que terá ficado no segundo lugar com 23 por cento.

O seu partido Ataka é considerado hostil à entrada da Bulgária na União Europeia. No terceiro lugar deverá ficar Nedelcho Beronov, que encarna o compromisso de uma direita dividida. Os mais de 6 milhões de eleitores tiveram até as 19 horas locais para exercerem o seu direito de voto.

Mas de acordo com as primeiras estimativas, serão chamados mais uma vez a pronunciar-se sobre quem deve ocupar o mais alto cargo do Estado, já que a taxa de participação não foi superior aos 50 por cento que evitariam uma segunda volta.

Assim, não estar totalmente colocado de parte que Siderov, o candidato ultranacionalista, seja presidente da Bulgária quando o país entrar na União Europeia no próximo dia 1 de Janeiro. A segunda volta está prevista ocorrer no dia 29 deste mês.