Última hora

Última hora

Panamianos plebiscitam alargamento do Canal do Panamá

Em leitura:

Panamianos plebiscitam alargamento do Canal do Panamá

Tamanho do texto Aa Aa

Apoio maciço dos panamianos ao alargamento do canal do Panamá. Cerca de 80% dos eleitores votaram a favor. Mas o referendo acabou por ficar marcado pela abstenção. Quarenta e três por cento dos mais de dois milhões de eleitores não votou. Para o governo o projecto permitirá criar empregos e melhorar as receitas nacionais. Os opositores relembram os elevados custos económicos. Serão gastos mais de cinco mil milhões de dólares.

Após o anúncio dos resultados, o presidente Martin Torrijos afirmou que se trata de uma decisão histórica, importante para lançar as bases de um país melhor e louvou a forma como decorreu o referendo. “Fomos protagonistas do nosso destino”, disse.

Será a maior obra realizada no canal desde a abertura em 1914. No final, em 2012, a capacidade terá duplicado. A construção de uma terceira passagem permitirá que os 80 km do percurso possam ser feitos por navios com 12 mil contentores, contra os actuais quatro mil.

Sete anos após a passagem de gestão dos americanos, o Canal do Panamá movimenta cinco por cento do comércio mundial e é responsável por 80% do PIB do país, onde 40% da população vive na pobreza.